Páginas

quarta-feira, 2 de março de 2011

Jogos ambíguos

VIVO SÓ;
E SOMENTE;
GUARDADO NA MELANCOLIA DA MINHA ALMA.
TRANCAFIADO NUM PARADOXO ESTRELAR,
QUE BRILHA DENTRO DO MEU PEITO ,
E PROVOCA
E SEDUZ
E ME AFOGA.
RENOVA,AMOLA E DEPOIS JOGA FORA


NUM JOGO DE BÚZIOS,BARALHO OU ATÉ CIGARRO QUEIMADO
MEUS SENTIMENTOS DERRETEM,ASSIM COMO A SAGACIDADE DO MEU CORAÇÃO,
E TRANSBORDA EM IRREMEDIÁVEL E VISÍVEL DOR,
DESILUSÃO,AMARGURA RAIVA E TEMOR....


QUEM ME DERA,SUGAR UM DIA PELA TUA BOCA,
A TUA ALMA,
E TU VIVER DENTRO DE MIM,
VIVER A TUA VIDA NA MINHA.
SÓ ASSIM ALIVIARIA O DESESPERO,O DESEJO E A EXORBITA DOR DE MIM...


QUEM ME DERA,UM DIA,UMA NOITE,OU ATÉ DE MADRUGADA,
TE MATAR COM A CHAMA DA MINHA PAIXÃO,
QUE SE TRANSFORMOU EM EM RAIVA,ÓDIO E SAUDADE.
SAUDADE DO QUE NUNCA TIVE,
SAUDADE DO DESCONHECIDO E DO FRUTO QUASE PROIBIDO.

QUERO TE MATAR,
EM MEU PENSAMENTO
EM MINHAS MÃOS,
EM MEU DESEJO,
EM MEU,E DE "TODOS" MUNDO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário