Páginas

sábado, 11 de agosto de 2012

Geração fone de ouvido.



Às vezes penso na vida e tanto que não tenho resposta, acabo por ficar exaurido de refletir, por ter me perdido no labirinto dos meus pensamentos, por ter fugido  de eterno dragões e enfrentado encantamento de sereias. As viagens que faço são longas e , ao mesmo distante, vou em outros mundos, conheço outros povos, outras nações, outros presentes que, para mim, são eternos passados .


Penso, como o meu presente será no futuro e como o futuro representará o meu presente, como serão vistas as letras das músicas dos meus artistas preferidos e de toda uma geração que não é a coca-cola, mas diferenciou-se e ganhou notória identidade, capazmente, veio se transformando em geração fone de ouvido, na medida em que a música tornou objeto de introspecção  e reflexão particular .

Como os meus filhos e netos enxergarão 2000’s?

Não sei, mas pretendo que seja uma representação positiva e, concretamente, reflexiva. Deliciei-me, cresci , floresci e naveguei nesses anos e, com toda a certeza, são e, para sempre serão, os melhores anos de minha vida. Nele não tive “embalos de sábado à noite”, e, muito menos aventuras em “thriller”, não dancei loucamente em “Dirty Dancing” e nem vivi um “Tititi”, mas nos anos 2000, as coisas foram diferentes.

Soltei “fireworks”, conheci um “amor de adolescência” e as “garotas da Califórnia”; aprendi abraçar os “E.T.’s” e vi muitos pavões. Tive uma babá com nome Floribela, virei  “Rebelde” e chutei o balde, depois resolvi entrar nos eixos e seguir o mundo “caminhando para as Índias”. Em súbito, parecia o fim do mundo, 2012,  não sei se era apocalipse, mas perto de saber, fui acordado do meu sono, já era manhã ou tinha chegado meu ponto.

19 comentários:

  1. interessante seu texto que faz com que reflitamos sobre nos princípios e perspectivas...

    ResponderExcluir
  2. Adorei a relação do passado com o presente. O texto foi muito bem pensado e estruturado. Achei sua ideia de reflexão super inteligente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Esse foi um dos propósitos, fazer-se uma confusão organizada, mas não bagunçada....Relacionado ao tempo..

      Excluir
  3. Vc citou marcas de uma geração com exemplos da própria vida. Incrivel.
    Abç

    ResponderExcluir
  4. Interessanmtissimo seu texto.
    O que vc citou das novelas fui tudo aquilo Rebelde,
    assiti floribela, assiti caminhos da indias.
    Mas falam que o fim do mundo vem chegando rs.
    Meus pensamentos são iguais ao seu.
    O que meu filhos exergaram em 2000s?
    essa é minha duvida também.

    ResponderExcluir
  5. só que o fone de ouvindo não é coisa de hoje, era usado nos anos 80 com aquele toca fitas portatil, deve ter um nome mas eu esqueci, e nos 90 era usado com aquele cd player portatil que também deve ter um nome mas não lembro, mas o texto é bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo assim, foi a nossa geração que o utilizou como forma de introspecção particular...Mantemos nossa individualidade e não um dois...mas muita gente mesmo....

      Excluir
  6. Gostei muito do blog e do texto,parabéns.Continue com o bom trabalho

    ResponderExcluir
  7. É, sempre fico pensando, o que será que ficará pra posteridade da nossa época? Espero que muitos artistas bons fiquem... eu particularmente não gosto dessas que você citou, mas também marcaram seu espaço em seu próprio meio... A gente hoje acha às vezes que as coisas tão muito ruins, mas é mania de endeusar o passado, no futuro veremos como essa nossa época foi boa!

    Tá rolando um sorteio de um livro no meu blog, é só comentar e está concorrendo, passa lá!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também as vezes fico pensando, com a minha mente fetichista, que no passado foram produzidas coisas melhores e melhores...

      Excluir
  8. Fui da geração Coca-Cola, mesmo não tendo feito nenhuma revolução. Os jovens de hj são da geração Red Bull (com whisky) e Absolut. Provavelmente, não terão mto do q se lembrar pq estavam a maior parte do tempo bêbados.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom o blogue. Adoro músicas. Sem os meus fones de ouvido minha vida fica menos alegre. Adoro viajar nas ondas da música e me perder para me encontrar.

    Abraços pra vc... como se diz no Ceará: um Xeru pra vc.

    blogestarcomvoce.blogspot.com

    ResponderExcluir