Páginas

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

O que era passou não se abster



Eu vejo as coisas mudando, eu vejo e tempo passando, pessoas crescendo e outras morrendo. Vejo lindos amores sendo, lindos amores não sendo porque não é mais. Vejo a vida para sempre, Forever, sincera. Eu vejo o significando não ter significado e o que importava não ter importância. Me vejo cuspindo nescafé e você aos prantos, chorando, vejo loucos sabendo. Vejo magos virarem feiticeiros e madres virarem bruxas.



Vejo, enfim, a vilã virando mocinha, o Satanás virando anjo, o apocalipse tornando-se criação, vejo o fim virar começo, vejo o céu virar inferno. Vejo pessoas com dois destinos: o céu e o inferno, o céu pelo povo que o ama e o inferno pelos seus atos. Vejo a lua tornar-se cristal, vejo, enfim, abracadabra, vejo a Elvira Rainha das trevas, vejo nada como foi e nada como será.

Vejo a aurora da manhã, aquela que fazia abstenção não faz mais, divulga a sua vida, aquele que o amava, desiludiu e acreditou no tempo. Tempo,tempo,tempo: Senhor do destino e ela, a morte, a Senhora do destino.

12 comentários:

  1. Parabens por chegar tão longe com seu blog.Que vc chegue no post numero 100,200....900,1000... Enfim sucesso.
    http://nipponpress.blogspot.com/2013/02/seul-mostra-desenho-tecnico-de-complexo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pela parabenização... Com toda certeza tenho a vontade de chegar nessas marcas...

      Excluir
  2. E a vida? Que senhora é esta? "o apocalipse tornando-se criação", adorei essa frase!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem bom... Que a frase chegou e marcou em você...Todas as palavras marcam as pessoas de um forma específica e diferente e essa sua pergunta sobre a Senhora vida... Huunn...poderemos responder..?

      Excluir
  3. E assim o tempo vai passando, é assim mesmo, desde o começo do mundo, a gente acha que está vendo a vida passar e é a nossa que está passando, gostei desse trecho: "o céu pelo povo que o ama e o inferno pelos seus atos".
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito! Você entendeu o fim do texto...A repetição era para justamente dar a ideia de passagem de tempo. Enfim, o texto é formado pela ideia de passagam do que era e não é mais...

      Excluir
  4. Interessante o seu blog. E Parabéns!
    http://vitrinedovarejo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. gostei, parabens pelo seu blog :D
    http://bloggdoanonino.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. A morte é a única certeza que nós temos. O resto é tudo muito mutável. Venho pensando em escrever sobre esse tema. Quando postar, te aviso. Gostei do seu jogo de palavras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado...Realmente, é a única certeza e até ela querem mudar...!

      Excluir